Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Paraguaçu Paulista, Segunda-feira, 06 de Julho de 2020 Telefone (18) 3361-9100

Atendimento Atendimento: Atendimento ao público, de segunda-feira a sexta-feira, das 9 horas às 11 horas.

Segu
06/07
30 °C
14 °C
Índice UV
5.0
Ter
07/07
30 °C
16 °C
Índice UV
5.0
Quar
08/07
29 °C
16 °C
Índice UV
5.0
Quin
09/07
24 °C
10 °C
Índice UV
5.0

Saúde - Quinta-feira, 11 de Junho de 2020

Notícias por Categoria

COMUNICADO


COMUNICADO

Silvana Paiva – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Paraguaçu Paulista

11/06/2020 – 15h00

 

O Comitê de Gerenciamento de Crise para o Enfrentamento da Covid-19 alerta para os riscos de relaxamento do isolamento social e a situação epidemiológica de Paraguaçu Paulista está sendo avaliada periodicamente, os protocolos poderão ser flexibilizados ou intensificados, com a retomada da quarentena, se necessário. 

 

No dia 1º de junho a Prefeitura de Paraguaçu Paulista adotou, por meio do Decreto nº 6.566, a flexibilização da quarentena de prevenção à Covid-19 e determinou a reabertura do comércio, restaurantes e bares. A reabertura de academias e salões de beleza já estava autorizada em Decreto Municipal anterior.

Conforme acompanhamento feito pela Vigilância em Saúde do Departamento de Saúde da Prefeitura Municipal, o que tem ocorrido nos últimos dias, a partir do dia 1º até este dia 10 de junho, é o aumento do número de notificações de casos suspeitos e de casos confirmados de Covid-19.A recomendação é para que pessoas do grupo de risco, idosos e pacientes com idade acima de 65 anos fiquem em casa, observando rigorosamente o isolamento social.

No entanto, a constatação feita pela Vigilância em Saúde é de que, com a flexibilização da quarentena, a população de Paraguaçu Paulista tem incorrido no relaxamento do isolamento social, não tem feito o uso obrigatório de máscaras e não tem mantido o distanciamento de 1,5 m recomendado entre pessoas quando em público. 

Outro fato é que, com base em estudos feitos por infectologistas e especialistas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por meio do modelo matemático de epidemiologia SEIR, para a região de Marília, à qual Paraguaçu Paulista é referenciada na Secretaria Estadual de Saúde, poderá ocorrer um pico de casos de coronavírus (Covid-19) entre meados de julho e o mês de agosto. 

Diante dessas duas situações, o provável pico de casos de coronavírus no futuro próximo na região e o relaxamento da população de Paraguaçu Paulista quanto às ações de prevenção ao coronavírus, o que poderá ocorrer é um déficit de leitos de UTI no Hospital Santa Casa de Misericórdia do município, diante de um aumento de casos de Covid-19.

Portanto, o Comitê de Gerenciamento de Crise para o Enfrentamento da Covid-19 alerta que caso não ocorra uma mudança de comportamento da população, adotando principalmente o isolamento social e o uso de máscaras que são fatores chave para o achatamento da curva de casos da doença, o sistema de Saúde de Paraguaçu Paulista poderá entrar em colapso diante do provável aumento de casos da doença no futuro.

Para fins de planejamento, é fundamental utilizar essas informações para que o retorno às atividades seja num momento de declínio do número dos casos de Covid-19 e, para isso, a colaboração da população é de extrema importância em três ações básicas:

  • Isolamento social;
  • Uso de Máscaras e
  • Distanciamento de 1,5 m entre pessoas quando em público.

De acordo com o Decreto nº 6.566, que determinou a reabertura gradual das atividades sociais e econômicas para reabertura do comércio, restaurantes e bares a partir de 1º de junho, o término da quarentena não significa o relaxamento das medidas sanitárias. A determinação é de que, a cada sete dias, a situação epidemiológica de Paraguaçu Paulista será reavaliada pelo Comitê de Gerenciamento de Crise e os protocolos poderão ser flexibilizados ou intensificados, com a retomada da quarentena, se necessário. 

Consta no Decreto nº 6.566 que a liberação completa das atividades está condicionada à evolução da situação epidemiológica no município e à capacidade de atendimento dos serviços de saúde, tendo como orientação as normas definidas pelas autoridades estaduais e federais.

Paraguaçu Paulista sempre ao seu lado.

 

Divulgação/Assessoria de Comunicação

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!