.
.

Acessibilidade

Aumentar Fonte
.
Diminuir Fonte
.
Fonte Normal
.
Alto Contraste
.
Libras
.
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mapa do Site
.
Acesso à informação
.

Atendimento ao público, de segunda-feira a sexta-feira, das 8 horas às 11 horas e das 13 horas às 16h30. 

Idioma

Português

English

Español

Francese

Deutsch

Italiano

Vigilância em Saúde - Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2021

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Casos de dengue podem estourar em janeiro

Vigilância alerta população para não que não descuide da prevenção no fim de ano


Casos de dengue podem estourar em janeiro

Com a aproximação do período mais chuvoso do ano, aumentam as preocupações com a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. O alerta da Vigilância Epidemiológica de Paraguaçu Paulista é a alta de infestação em janeiro. É importante que população redobre os cuidados e não deixe a prevenção de lado mesmo diante das festas e recesso de fim de ano.

 

De acordo com o coordenador da equipe de Controle de Endemias, Josué Campos Sena, o município já encontra-se em transmissão de dengue com 17 exames confirmados e vários suspeitos aguardando resultados e qualquer descuido pode acarretar uma explosão de casos. “É um período em que as pessoas viajam bastante e estão ocupadas com festas e receber pessoas e isso pode tirar o foco dos cuidados necessários para conter o mosquito”, ressalta. 


A equipe de Controle de Endemias e agentes comunitários estão a campo desenvolvendo estratégias e ações voltadas a contenção da transmissão que iniciou. Em alguns bairros, foram realizadas varreduras com nebulização. Nesta segunda-feira (13/12), a equipe realizou vistorias no Vila Nova.

 

O coordenador orienta que para prevenir as doenças transmitidas pelo inseto é fundamental evitar o acúmulo de água parada. Por isso, é importante fazer uma varredura rápida, de 15 minutos, ao menos uma vez na semana. Entre os cuidados, é preciso tapar os tonéis d’água, manter as calhas limpas, deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo, limpar semanalmente e encher os pratos de vaso de plantas com areia, manter lixeiras bem tampadas, ralos limpos, com aplicação de telas, além de manter lonas para material de construção e piscinas sempre esticadas para não acumular água. São medidas extremamente simples que podem impedir a proliferação do mosquito.

 

O período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos de cada região, mas é importante manter a higiene e evitar água parada todos os dias, porque os ovos do Aedes aegypti podem sobreviver por um ano até encontrar as melhores condições para se desenvolver.

 

“Única forma de controlar a transmissão é eliminando criadouros. É importante que todo ano a população faça sua parte”, destaca Josué Sena.


 

1237 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

.
.

Calendário de eventos

.
.

Acompanhe-nos

.
.

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Paraguaçu Paulista - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.