Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Saúde - Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2019

Saúde de Paraguaçu intensifica campanha de luta contra a hanseníase


Saúde de Paraguaçu intensifica campanha de luta contra a hanseníase

JANEIRO ROXO

Em Paraguaçu Paulista, foram confirmados dois casos de hanseníase em 2018 e que estão sendo tratadas na rede municipal de Saúde

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura – Silvana Paiva

10/01/2010 - 09h05

 

Janeiro Roxo é o mês de combate e prevenção da Hanseníase, doença infectocontagiosa causada por uma bactéria, a Mycobacterium leprae ou bacilo-de-hansen, conhecida também como “lepra”. A doença costuma evoluir lentamente e pode levar até 20 anos para que sinais e sintomas da infecção sejam detectados, e se tratada corretamente tem cura.

O Departamento de Saúde de Paraguaçu Paulista está intensificando, durante o mês de janeiro, a campanha de luta contra a hanseníase. Todas as unidades de Saúde do município está desenvolvendo um trabalho de orientação e de prevenção. Em Paraguaçu Paulista, foram confirmados dois casos de hanseníase em 2018.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica do Departamento de Saúde, Gisele de Oliveira, informa que os dois doentes “seguem em tratamento no serviço especializado no próprio município”.

Atualmente, o Brasil é o segundo país com mais casos da doença, atrás somente da Índia. Por ano são registrados perto de 30 mil casos nos vários estados brasileiro.

Os sinais e sintomas são: sensação de formigamento, fisgada ou dormência nas extremidades, manchas brancas ou avermelhadas na pele, perda de sensibilidade do calor, frio, dor e tato, área da pele aparentemente normal que têm alteração da sensibilidade e do suor, nódulos e placas em qualquer local do corpo.

Se não tratada a doença pode evoluir para cegueira, úlcera crônica, paralisia das mãos e pés e diminuição da força muscular. Se observar os sintomas citados, a pessoa deve procurar atendimento médico. O tratamento é feito pelo SUS, varia de seis meses a um ano dependendo da gravidade.

A prevenção baseia-se em medidas básicas de higiene, como lavagem de lavagem das mão por exemplo, e aplicação de vacina BCG em todas pessoas que compartilham o mesmo domicílio com portadores da doença.

 

FOTO

Janeiro Roxo é o mês de combate e prevenção da Hanseníase. Em Paraguaçu Paulista, foram confirmados dois casos de hanseníase em 2018 e que estão sendo tratadas na rede municipal de Saúde (Foto Ilustrativa)

 

FacebookTwitterWhatsApp

voltar para a listagem de notícias...

TELEFONES PÚBLICOS

Prefeitura Municipal
  • Tel: (18) 3361-9100
Assistência Social
  • Tel: (18) 3361-6770
Departamento Municipal de Saúde
  • Tel: (18) 3361-9910

Ver todos os telefones...